PRATICANDO SABERES ( A OBSERVAÇÃO )

A MAIOR CONQUISTA DA HUMANIDADE NÃO É A REVOLUÇÃO DA TECNOLOGIA, É A EVOLUÇÃO DA CRIATIVIDADE. (www.ociocriativo.com.br)

14 novembro 2006

OBSERVAÇÃO SIMPLES

Segundo (GIL,1995,P.105). É a técnica de observação"...em que o pesquisador, permanecendo alheio à comunidade, grupo ou situação que pretende estudar, observa de maneira espontânea os fatos que aí ocorrem. Neste procedimento, o pesquisador é muito mais um espectador que um ator" É uma técnica utilizada para caso em que os fatos são de conhecimento público, necessita de um planejamento cuidadoso ,e definição dos objetivos da pesquisa.Segundo Selltiz et al.(apud GIL, 1995), é preciso definir os sujeitos (os participantes da pesquisa), o cenário(aonde as pessoas se situam em termos de local), e o comportamento social ( o que realmente ocorre em termos sociais nesse local). Em suma, o planejamento da observação reduz-se ao mínimo possível.
Para Cooper,Schindler(2203), a observação simples faz parte de praticamente todos os estudos de pesquisa,sendo realizada no próprio ambiente a ser pesquisado, e não exige padronização de seus procedimentos, devendo ser considerada como um fase exploratória, de descoberta e acumulação de conhecimentos.

TIPOS DE OBSERVAÇÃO EM PESQUISA

A classificação dos estudos observacionais fornecidas por Gil(1995) abrange três tipos:
=>observação simples,
=>observação participante e
=>observação sistemática.

VANTAGENS E DESVANTAGENS DA OBSERVAÇÃO

Conforme Gil (1995), como principal vantagem, a observação apresenta o fato de que o próprio pesquisador percebe diretamente os fatos, sem necessidade de intermediários, o que reduz a subjetividade na compreensão dos mesmos; por outro lado a presença de um pesquisador pode provocar mudanças de comportamento das pessoas, diminuindo a possibilidade de realismo. Outra desvantagem. Destacada por Yin (1984): se o fenômeno a ser pesquisado possui uma base histórica, dificilmente a observação pode ser realizada com sucesso.
Contribuição de

13 novembro 2006

OBSERVAR É PRECISO?



Observação uma das fases da Pesquisa.

09 novembro 2006

08 novembro 2006

OBSERVANDO

OBSERVAR NÃO É TÃO SIMPLES...

Observar é uma coisa, ver ou enxergar é outra bem diferente, pois quem vê passa por uma experiência perceptiva e cognitiva própria. Quem vê teve que aprender a ver, a interpretar, a discernir o que estava sendo observado.
Vejamos a seguinte passagem do livro de Chalmers (p.52):
“... embora as imagens sobre nossas retinas façam parte da causa do que vemos, uma outra parte muito importante da causa é constituída pelo estado interior de nossas mentes ou cérebros, que vai claramente depender de nossa formação cultural, conhecimento, expectativas, etc. e não será determinado apenas pelas propriedades físicas de nossos olhos e da cena observada.”
Explicações e descrições resultantes da observação (científica ou não) serão sempre o resultado do domínio de uma linguagem teórica e serão tão acuradas quanto a teoria utilizada.
Observações, experimentos ou pesquisas de campo são realizadas sempre que se deseja testar ou iluminar alguma teoria.
By Cristiana Miranda

07 novembro 2006

IMAGEM PROVISÓRIA DO GRUPO

ELABORAÇÃO DO SEMINARIO VIRTUAL: ESPECIALIZAÇÃO TECNOLOGIA EM EDUCAÇÃO/CCEAD/PUC/RJ

GRUPO DE ELABORAÇÃO DO TEMA: A OBSERVAÇÃO EM PESQUISA
Cristiana da Anunciação Miranda
Lydiane Maria Rondon de Andrade Rocha
Regina Carmen Miranda
Waldir Cezaretti de Freitas

MENSAGEM DE ABERTURA

É preciso saber viver
Roberto Carlos

Quem espera que a vida
Seja feita de ilusão
Pode até ficar maluco
Ou morrer na solidão
...
...
Se o bem e o mal existem
Você pode escolher
É preciso saber viver
...
É preciso saber viver
...